Photobucket

 
InícioRpg Kira ®FAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sex Maio 06, 2011 2:07 pm

O ato de sua prisão não fora nada agradável.
Os policiais que você já tivera o desprazer de cruzar o tratavam bem quando você mencionava o nome do seu pai adotivo, mas aqueles... você nunca havia visto policiais tão cruéis. Parecera-lhe que estava lidando diretamente com a máfia.

Embarcaram você num navio cargueiro, você tinha seus punhos e seus tornozelos acorretados, vestia roupas cinza-escuro tão chumbregas que você poderia ver um mendigo as usando pelas ruas. No navio você não teve contato com ninguém, a não ser aqueles policiais que pareciam um poço de frieza. As celas era individuais, você podia ouvir barulhos das outras celas, mas ninguém conversava.

A viagem durara três dias, para você parecera uma eternidade, não tinha como saber que horas eram, a não ser pela comida que era deixada em sua cela, uma vez ao meio-dia e outra à noite.

No terceiro dia você podia ouvir barulho de água no casco lá fora e o navio começou a balançar mais, até que finalmente parou. Você estava com muita sede, estava quente e aquela roupas estavam lhe sufocando. Sentia falta de um bom banho, mas mais do que isso, sentia falta da garota que morrera por sua causa, e isso era como tentar arrancar um pedaço de sua pele; ou pior.

Os guardas voltaram e você quisera poder descontar toda a sua raiva pelo que ocorrera neles mesmos. Você queria que eles soubessem que você só agira em defesa própria, que você estava prestes a se tornar uma pessoa melhor antes daquele dia de merda, mas por algum motivo, parecera-lhe faltar forças. Um guarda abriu sua cela e o puxou lá de dentro, apontando uma pistola em sua costela caso você pensasse alguma gracinha.

Logo você viu a luz do sol, e pareceu que iria queimar sua visão, quando finalmente pôde se acostumar, viu-se em uma fila indiana, com uma porção de outros presos, também acorrentados. Você via uma plataforma, parecida com um porto, exceto que só tinha uma vaga, e ao redor muita areia branca, ondas fortes e uma densa floresta à frente. Se você não estivesse acorrentado, pensaria que viera para o paraíso.

Eram uns dez presos, vinte policiais estavam no navio e outros dez na praia, a espera dos prisioneiros.


Última edição por Mya Mori Suwa em Qua Maio 11, 2011 9:28 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Ter Maio 10, 2011 8:15 pm

Vito se sentia mal não estava acostumado aquele tipo de tratamento nem aquele calor absurdo, a comida também não era das melhores talvez aquele navio fosse o inferno onde pagaria pelo seus pecados.
O pior era saber que a única pessoa que amara da maneira mas pura e inocente estava morta, não estava triste pelo que estava sofrendo afinal nunca foi nunca foi um posso de virtudes, mas toda vez que lembrara do sorriso inocente de sua amada senti como se alguém estivesse rasgando seu coração com uma lamina.
Mal podia dormir as condições não ajudavam e quando o cansaço vencia e conseguia pegar no sono logo tinha pesadelos e acordava ainda pior. Quando achava que a viajem iria durar para sempre, os guardas abrirão a porta e com o mesmo tom autoritário e sem demonstrar o mínimo de compaixão ou respeito o fizeram descer do navio, a luz forte do sol ofuscou seus olhos e queimarão sua pele nunca tinha sentindo antes os raios de sol queimarem tanto, a principio pensou ser o tempo que ficara confinado, mas quando viu aquele lugar paradisíaco intendeu por que o calor tão forte e o sol brilhando com tanta intensidade.
Vito achou o bem estranho pra uma prisão, se as coisas tivessem dado certo um lugar como esse seria um ótimo lugar pra uma lua de mel, mas também já tinha certeza que apesar do lugar extremamente lindo a estadia ali não seria nada agradável. Observava o lugar enquanto pensava como conseguiu perde tudo em tão pouco tempo, seu irmão sua família a mulher da sua vida e sua liberdade, não que a liberdade tivesse algum sentindo depois de tudo que aconteceu. Mas também não podia desistir, morrer ali seria um desonra a memoria de Khalan , o mínimo que podia fazer era sair dali e ser torna um pessoa melhor mesmo que isso te custasse caro ainda não sabia como mas encontraria um jeito de sair dali e ter a vida que sua amada desejava mesmo sem ela, Vito pensava essas coisa enquanto esperava as ordens dos guardas afinal era tudo que podia fazer nesse momento, não tinha forças pra nem condição pra lutar contra eles e mesmo se tivesse pra onde poderia ir se não sabia nem mesmo onde estava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Qua Maio 11, 2011 9:28 am

Você sente o sol sobre aquelas vestes cinzas, e isso atrai mais o calor para o seu corpo, era um dia daqueles naquele lugar, seja lá onde fosse. Mais a frente um cara abre a boca para falar, você sente que ele teve uma péssima idéia.

- Onde que a gente tá? Numa praia paradisíaca?

Antes que ele pudesse terminar a sua risada, enquanto olhava para os outros esperando aplausos, recebeu uma coronhada no queixo que o fez cair de joelhos no caminho. A fila toda parou, mas antes que alguém pudesse dizer qualquer coisa o mesmo guarda que havia aplicado o "sedativo" erguera o prisioneiro engraçadinho e o segurara junto ao corpo, apontando a arma para ele do lado de fora da fila. - Podem seguir E a fila voltou a andar, puxada por outro guarda. O preso engraçadinho estava detido e meio desmaiado nas mãos do policial. Sabe-se lá o que aconteceria com ele.

Dali para frente não se ouviu nenhum outro comentário, o caminho fora longo e cheio de galhos e raízes, até que vocês pararam em frente a um muro enorme, tão enorme que não dava para ver onde terminava dali, na mata fechada. Um portão se abriu e você viu um pátio de areia à sua frente, com uma estrutura de pedra que mais parecia um forte. No pátio você viu mais adiante algumas barras de ferro e materiais de exercício dos que você encontra na praia e praças da cidade. Havia também um ambiente redondo e fechado que você não sabia dizer o que era.

O portão se fecha atrás de você e os guardas começam a tirar as algemas, enquanto outros ficam mirando caso alguém quisesse se rebelar. Aquilo de repente parecia um exílio do exército.


(vou pôr você na mesma leva que o Portuga, economizar criatividade [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.])
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Qua Maio 11, 2011 10:52 pm

Não foi difícil intender que os guardas não toleram gracinhas pelo menos para Vito, já o que ficou para traz não deve poder dizer o mesmo.O lugar parecia mas uma trilha que propriamente um caminho feito para uma prisão, com todo aquele calor e aquela areia ficava difícil caminhar, o cansaço que já havia se acumulado durante toda viagem tornavam as coisas piores.
Quando se aproximou e viu um pouco da dimensão do lugar achou impressionante, mas não esperava os playgraund de praia, depois do jeito que fora tratado ate ali não conseguia imaginar que pudesse haver esse tipo de coisa nesse lugar.
Ficou por alguns instantes tentando intender o que era aquela cúpula talvez fosse o dormitório ou refeitório, mas teria certeza apenas quando entrasse naquele lugar.
Aquelas roupas suadas e fedidas já incomodavam bastante, um bom banho seria ótimo agora, por alguns instantes Vito se sentiu como na época em que morava naquele orfanato a mercê da sorte e com um pouco de esperança guardada bem no fundo de seu coração.
Quando os portões se fecharão ficou a sensação de que quem entra ali nunca conseguiria sair, depois de tirada as algemas Vito massageia os pulsos três dias com aquilo no braços e pernas não era nada confortável ,aproveita a situação para olhar outros presos e tentar saber se eles estavam tão surpresos com aquele lugar quanto ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Qui Maio 12, 2011 5:03 pm

Os portões se abriram novamente e todos os prisioneiros agora estavam sem algemas. Próprio para fuga? Talvez, se algum prisioneiro tivesse miolos faltando, pois ainda tinham armas sobre suas cabeças, à uma distância segura.

Todos os policiais que escoltaram os prisioneiros até ali sairam pelos portões como se só tivessem levado o lixo para fora, e quando os portões voltaram a se fechar, um cara de dois metros de altura, careca e mascando uma palha saira de dentro de uma das casas de pedra com um sorriso no rosto. Ele não se vestia como os prisioneiros recém chegados, usava uma roupa simples, mas bacana e apropriada para o calor.

- Ora, ora, se não são os novatinhos... Alguns prisioneiros se entreolham, em dúvida se o cara era um deles ou outro policial motherfucker.

Atrás dele, e em outras casas dali começam a sair mais caras, vestidos razoavelmente bem. Você vê mulheres em alguns cantos, embora a maioria sejam homens, e há alguns caras nem tão parrudos assim, outros até com um livro debaixo do braço.

- Tá legal, cambada, você já tem seus aposentos de mocinha O homem foi entregando uma chave para cada um dos prisioneiros, que ainda estavam meio confusos. Você recebeu o nº 205 e logo em seguida, quando ele foi entregar a última chave, apontou o dedo para um dos prisioneiros, que estava de esguelha para uma das mulheres - E nada de gracinha, aqui a gente corta o seu acessório fora se fizer qualquer coisa que as garotas não gostem. E voltou o olhar para os demais - Vale para todos... e circulando. O homem virou as costas e começou a caminhar na direção da casa de onde tinha saído.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Qui Maio 12, 2011 11:10 pm

Vito ficou meio atonito nao intendeu se o cara era da policia ou nao,essa era a prissao mais estranha que ja ouvira falar olhou o numero de seu aposento "se é que ele poderia mesmo chamar de aposento" a essa altura nao duvidava de mais nada, tirou a parte de cima da roupa e ainda meio desnortiado começou a se aproximar das casas para procurar o numero que estava na chave.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sex Maio 13, 2011 12:34 pm

Os outros prisioneiros recém-chegados começam a se mexer, ainda desnorteados, além de você, outro prisioneiro tira a parte de cima da roupa maltrapilha, e outros três começam a caminhar para perto da casa de onde o homem saira.

(Rola percepção + prontidão, dif. 6)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sex Maio 13, 2011 2:47 pm

percepçao 2 prontidao 2 4 dadinhos
Voltar ao Topo Ir em baixo
[NPC] Madruguinha
NPC
NPC
avatar

Mensagens : 1398
Pontos : 4328
Reputação : 4
Data de inscrição : 26/01/2010

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sex Maio 13, 2011 2:47 pm

O membro 'Maeda' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D10' :
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Resultado : 10, 5, 7, 5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Seg Maio 16, 2011 12:21 pm

Você, com uma ótima percepção, vê que os guardas lá no topo do muro não se importam mais com o que vocês fazem e só ficam olhando para o outro lado do muro. Você percebe, também, que as casinhas estão separadas uma do lado da outra por centenas, ou seja, a casinha 1 é a que o cara careca saiu, a casinha do lado é a 100, a do lado desta é a 200, depois tem a 300, e assim por diante... para algum lugar aquela numeração tinha que crescer e chegar na da sua chave...

Você vê que um cara já começou a se mexer, provavelmente a procura da cabana pertencente à ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Seg Maio 16, 2011 11:27 pm

Vito ao ver que os guardas parecem nao se importar mais com que acontece do lado de dentro imagina que possivelmente exite regras criada para serem uzadas aqui dentro,isso certamente trara problemas.Entao segue procurando o que seria sua "nova casa" Vito chega ate a porta e abre com medo do que encontraria la dentro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Ter Maio 17, 2011 12:45 pm

Quando você abriu sua cabana viu uma espécie de quarto pequeno de hotel. Tinha uma cama de solteiro, simples mas aparentemente confortável, um ventilador de teto, uma única janela pequena perto do teto, uma pequena cômoda com gavetas, e uma mesa redonda com duas cadeiras. No canto da casinha havia uma porta de madeira aberta, onde você via parte do banheiro (que já era quase todo ele). Tinha um chuveiro, uma pia, um espelho e uma privada.

Não era tão ruim assim para uma prisão. Aliás, não era nada mal para uma prisão. Aquilo lhe soou bem estranho, você não tinha ouvido falar ainda daquele lugar e a curiosidade só aumentou.

Talvez você pudesse tomar uma ducha e vasculhar a cômoda para ver se não tinham roupas melhores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Qua Maio 18, 2011 9:06 pm

Vito começou a vasculhar o lugar tentando encontrar roupas e uma toalha pra tomar uma boa ducha,ficou por alguns minutos debaixo do chuveiro tentando aliviar um pouco o calor,saiu se secou e procurou pegou a roupa que tinha,como de custume parou em frente ao espelho para arrumar o cabelo procurou por um pente se encontrou uzou.
nao que isso fasse fazer realmente diferença nesse lugar mas quando notou ja tinha feito,saiu de dentro da sua nova casa precisava saber como as coisas funcionam ali,começou caminhar olhando o lugar agora com mais calma e atençao ate encontrar alguem que parecesse ja estar ali e fazer algumas perguntas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sex Maio 20, 2011 4:40 pm

(i'm sorry pela ausência, trabalho me sugando a full *surtando* [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.])

Você fez tudo o que tinha direito depois de três dias sendo tratado como lixo, até pentear o cabelo pôde. Parecia estar no paraíso depois de tudo, exceto que não havia mais sua amada.

Você saiu para rua e começou a andar na direção de um movimento de pessoas mais à frente, mas antes que pudesse chegar nelas, de repente, eis que surge uma garota que apareceu DO NADA, pulando na sua frente e te dando um BAITA susto. Você logo pensou: "credo, de onde surgiu esse criatura!!!!!!!!!!!!!"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
(considere roupas normais, camiseta e jeans)

- Oooooi! Já estava indo embora sem mim? Ela tinha uma voz doce, estava a uma distância segura de você e sorria, segurando as mãos atrás do corpo. Você, por um segundo, viu sua amada à sua frente, ao invés do rosto da garota.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Qui Maio 26, 2011 8:18 pm

Vito andava observando as coisas e as pessoas ao redor, quando derrepente surji do nada uma garota estranha que da o maior susto em vito.
ele pula para tras e olha pra garota com certo espanto e curiosidade .


Aah,eu deveria te esperar pra ir em a algun lugar?


(descupa a demora das postagens veio uns parentes aqui pra casa esse final de semana nao estava sobrando muito tempo)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sex Maio 27, 2011 6:24 pm

- Nah, não que você saiba A menina sorrira, e depois virara de costas, ficando do seu lado - Cê num tá com fome, não? Puuuutz, eu tô com uma fominha... ah, eu sou a Beka... e você...? Ela tinha um jeito meio inocente e non sense, mas era bonita a bessa, do tipo de parar o trânsito, e o pior, era levemente parecida com sua ex-garota. Mas você não queria pensar nisso. Era uma merda aquela injustiça de ser preso, mas você pelo menos tinha se vingado... era o suficente?

- O que te trouxe aqui? De repente você se vê surpreendido pela pergunta dela, e havia um sorriso te olhando, aguardando uma resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sex Maio 27, 2011 10:35 pm

por alguns instantes Vito chegou a se questionar por que estava ali,mas a verdade e que tendo se arrependido e desistido daquela vida de crimes nao podia mudar o fato de os fez.
a garota era muito bonita talvez tao bonita quanto sua ex-garota,bom ex nao ele ainda a amava como no primeiro dia que a tinha visto,so nao podia te la mais ao seu lado,Vito nao sabia se a vingaça era o suficiente afinal isso nao a traria de volta de qualquer maneira.



Eu me chamo Vito Corlleonepor habito se apresentou como se seu nome fissese alguma diferença talvez alguns velhos habitos fosse dificil de mudar.

na verdade estou com fome sim,Por que nao caminhamos ate o lugar se come por aqui aii eu decido se devo te contar meu crime, Beka é um belo nome.

Vito ficou surpresso com o olhar fixo da garota,ela era simpatica e tinha um jeito inocente,mas seu senso de sobrevivencia nao o deixava esquecer que estava em uma prisao.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Seg Maio 30, 2011 5:38 pm

Beka sorriu para você e confirmou com a cabeça educadamente - Prazer, Vito Corlleone, e passou a andar do seu lado, por algum tempo em silêncio, até parecer finalmente tomar coragem para falar. E quando tomou, virou de frente para você e passou a andar de costas.

- Você parece meio triste... mas não se preocupe, aqui é um lugar legar, Vito. Você vai gostar... digo, pelo menos se adaptar. Tem um monte de coisas pra fazer, você gosta de esportes, Vito? O mais incrível era que ela não tropeçava, nem batia em nada, e ainda assim continuava andando de costas, como se tivesse olhos na nuca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Seg Maio 30, 2011 9:38 pm

aqueles minutos de silencio chegava a ser constrangedor,Vito tinha uma garota cheia de energia e aparentemente bastante empolgado,ele nao intendia muito bem porque ela estava tao feliz de estar presa naquela ilha,mas tbm nao perguntou nada.

olha talvez... talvez eu tenha sido um pouco rude com vc mas,os ultimos dias nao foram os melhores e na verdade eu nao esperava uma recepçao calorasa aqui,
bom a minha tristeza tem haver com o motivo de eu estar aqui.


Vito ficou olhando Beka a caminhar de costas e na verdade acho que aquela tinha sido uma atitudo inpensada,mas quando viu que ela parecia ser bem habilidosa a ponto de desviar de tudo sem olhar achou bastante intrigante.

Eu costumava praticar KickBoxing e vc?! quando desenvouvel a habilidade de andar de costas ?

Vito abriu um leve sorriso afinal a gorota nao era culpada do aconteceu em sua vida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sab Jun 04, 2011 12:46 pm

- Yep! Eu sou boa nisso. Ela riu, cruzando os braços e finalmente parando de andar de costas, o que era um alívio, já que olhar aquilo despertava uma apreensão gigantesca. - Modalidade legal... mas eu prefiro o caratê, hihi Ela cruzou os braços e parecia se sentir mais a vontade agora - Bom, eu tenho que te explicar sobre as coisas aqui, sabe... e o mais importante é você saber que estamos sendo vigiados, então cuidado com o que você faz por aí. Beka riu contidamente, com a palma da mão sobre a boca.

(rola percepção + prontidão, dif. 7)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sab Jun 04, 2011 1:49 pm

\percepçao 2 prontidao 2=4 dados
Voltar ao Topo Ir em baixo
[NPC] Madruguinha
NPC
NPC
avatar

Mensagens : 1398
Pontos : 4328
Reputação : 4
Data de inscrição : 26/01/2010

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sab Jun 04, 2011 1:49 pm

O membro 'Maeda' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D10' :
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Resultado : 5, 1, 2, 5
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2724
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Sab Jun 04, 2011 1:56 pm

entao seu trabalho e instruir os novatos por aqui ? vc podia me falar como as coisas por aqui funcionam e quem sao os policiais porque tirando os das guaritas nao vi mais nem um.


Vito nao entendeu bem o que ela quis dizer com vigiado,talvez fosse algum tipo de sistema de segurança do lugar.

(QUE TESTE HORRIVEL,VOU CONTRATAR UM BENSEDEIRA SAUHSAHUASUHAS)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3537
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   Qui Ago 18, 2011 9:56 am

Beka começa a alisar os cabelos com a ponta dos dedos... ela parecia aérea, meio idiota, mas era a única pessoa que você tinha, por enquanto... - Tipo, não tem guardas aqui dentro... pense num vilarejo isolado do mundo que tem suas própria leis. Ela sorriu abobadamente.

De longe você começava a ver algumas pessoas que passavam para lá e para cá... algumas, as que sem querer topavam o olhar com você e Beka, arregalavam os olhos e viravam o rosto subitamente, avisando quem quer que tivesse com elas, que por consequência olhava na direção de vocês, arregalava os olhos, e começava a andar com mais pressa para longe dali.

Era uma coisa curiosamente estranha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: "Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
"Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te." (Maeda)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Alguém já conseguiu esta façanha???
» Maringaense está vendendo lista de email ?
» Arrematashow - Cuidado depois que você arremata vários produtos não entregam!
» alguem já ganhou no cliqueloja aqui????
» Ate Sherek Joga Kpdo =O Quem somos no pra fala algo.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: [ Jogos ] :: [ Prison Break: A Ilha ]-
Ir para: