Photobucket

 
InícioRpg Kira ®FAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 1:39 pm

O ato de sua prisão não fora nada agradável.
Os policiais que você já tivera o desprazer de cruzar o tratavam bem quando você falava para quem trabalhava, mas aqueles... você nunca havia visto policiais tão cruéis. Parecera-lhe que estava lidando diretamente com a máfia.

Embarcaram você num navio cargueiro, você tinha seus punhos e seus tornozelos acorretados, vestia roupas cinza-escuro tão chumbregas que você poderia ver um mendigo as usando pelas ruas. No navio você não teve contato com ninguém, a não ser aqueles policiais que pareciam um poço de frieza. As celas era individuais, você podia ouvir barulhos das outras celas, mas ninguém conversava.

A viagem durara três dias, para você parecera uma eternidade, não tinha como saber que horas eram, a não ser pela comida que era deixada em sua cela, uma vez ao meio-dia e outra à noite.

No terceiro dia você podia ouvir barulho de água no casco lá fora e o navio começou a balançar mais, até que finalmente parou. Você estava com muita sede, estava quente e aquela roupas estavam lhe sufocando. Sentia falta de um bom banho, e em sua cabeça veio a lembrança de seus irmãos. Eles estariam bem sem você?

Os guardas voltaram e você armou sobre a face aquela cara de durão que a vida lhe fizera marcar a ferro. Um guarda abriu sua cela e o puxou lá de dentro, apontando uma pistola em sua costela caso você pensasse alguma gracinha.

Logo você viu a luz do sol, e parece que iria queimar sua visão, quando finalmente pôde se acostumar, viu-se em uma fila indiana, com uma porção de outros presos, também acorrentados. Você via uma plataforma, parecida com um porto, exceto que só tinha uma vaga, e ao redor muita areia branca, ondas fortes e uma densa floresta à frente. Se você não estivesse acorrentado, pensaria que viera para o paraíso.

Eram uns dez presos, vinte policiais estavam no navio e outros dez na praia, a espera dos prisioneiros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 2:24 pm

*JD estava lidando com outro tipo de policiais, não era do tipo que poderiam ser corrompidos com boas propostas de dinheiro, tão pouco com alguns favores, aquele era do tipo que usava o mal para combater o mal, ou pelo menos era assim que aparentavam agir, JD após alguns dias na terra da rainha foi levado para um caís, ele não estava entendo muito bem oque iria ocorrer com ele dali para frente, nunca tinha ouvido flar sobre nenhum procedimento do tipo, nos Estados Unidos os presos eram levados para uma peninteciária em algum lugar afastado do mundo, ele olhava para os lados mas aqueles policiais nem permitiam que olhasse muito, aquela roupa cinzenta parecia um bom pedaço de pano de chão que fora bem batido e depois utilizado como materia prima para roupas, não era confortável pois ficava apertada no corpo de Jack, não era cheirosa, tinha um cheiro de detergente vagabundo que mais faz feder a roupa doque faz cheirar e sem contar que tinha uma cor terrível, era uma roupa que... concerteza jack não teria em seu guarda-roupa*

que merda, primeiro um bando de cretinos, depois algumas surras e uma roupa de merda e agora um caís? puta que pariu, quando o Sr. Benni vai me tirar dessa buraco filha da puta?...

*Jack encarava todos que podia, tinha uma expressão de "não me toque" e só faltava rosnar, foi sendo levado até entrar em praticamente uma jaula, pois isso seria a definição mais apropriada para seu "exilio", naquele lugar escuro, noite e dia se fundiam em um tempo a qual não era definido, segundos pareciam minutos, minutos estavam mais para horas e as horas não passavam, jack deitava naquele chão frio de ferro e não sabia se tinha durmido 10minutos ou 10 horas, aquilo era enlouquecedor, ele dava socos nas grades e tentava quebra-las, no inicio rejeitou a refeitão, mas logo não conseguiu segurar a fome, uma comida que mais parecia que tinha tudo sido batido no liquidificador e completamente sem sal, totalmente diferente da comida da Miss. Haley, a velha cozinheira da casa do seu patrão, aquela senhora o tratava como um filho e sua comida era a melhor que já tinha provado, mas do mesmo jeito que já tinha provado do céu, jack já tinha provado do inferno, quantas vezes já teve que pegar sobras e mesmo comer 1 pão apenas durante um dia inteiro, intão não tinha do porquê reclamar, passou muito tempo ali, jack poderia dizer que tinha ficado ali durante 8 dias se não fosse pela comida que ele conseguia deduzir que seria almoço-janta, então em certa altura sentia um baque, era o navio parando, logo homens armados chegaram e abriram sua cela o acorrentando de novo, ele viu se poderia haver chance de fuga, mas havia muitos deles e todos armados, não poderia se arriscar e só Deus sabe onde ele estava, ele ainda esperava ser solto pelos advogados de benni, então apenas seguiu, sua cara fechada era sua marca, ele andava mais tempo de cara fechada doque com alguma outra expressão, ele sabia que o segredo do sucesso era intimidar, afinal, o medo é um sinal de respeito, mas parecia que não funcionava muito com aquelas pessoas lai, ele não disse uma palavra, apenas manteve-se calado, logo que sentiu o sol nos olhos quis voltar para o barco, mas assim que se acostumou deus graças a Deus por estar em terra firme, quando seus pes tocaram o chão arenoso ele teve vontade de apenas deitar na areia, mas se conteve e se assustou ao ver aquela MATA a sua frente.Que tipo de brincadeira era aquela? ele estava senod solta em uma floresta com um bando de presos? ele estava confuso e desconfiado, muitos homens armados e com armas mais pesadas, jack não fazia menor idea doque se passava, mas não queria fazer qualquer gracinha para ver noque daria, deixaria isso para algum engraçadinho*

isso só pode ser putaria...

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 7:29 pm

Você sente o sol sobre aquelas vestes cinzas, e isso atrai mais o calor para o seu corpo, era um dia daqueles naquele lugar, seja lá onde fosse. Mais a frente um cara abre a boca para falar, você sente que ele teve uma péssima idéia.

- Onde que a gente tá? Numa praia paradisíaca?

Antes que ele pudesse terminar a sua risada, enquanto olhava para os outros esperando aplausos, recebeu uma coronhada no queixo que o fez cair de joelhos no caminho. A fila toda parou, mas antes que alguém pudesse dizer qualquer coisa o mesmo guarda que havia aplicado o "sedativo" erguera o prisioneiro engraçadinho e o segurara junto ao corpo, apontando a arma para ele do lado de fora da fila. - Podem seguir E a fila voltou a andar, puxada por outro guarda. O preso engraçadinho estava detido e meio desmaiado nas mãos do policial. Sabe-se lá o que aconteceria com ele.

Dali para frente não se ouviu nenhum outro comentário, o caminho fora longo e cheio de galhos e raízes, até que você pararam em frente a um muro enorme, tão enorme que não dava para ver onde terminava dali, na mata fechada. Um portão se abriu e você viu um pátio de areia à sua frente, com uma estrutura de pedra que mais parecia um forte. No pátio você viu mais adiante algumas barras de ferro e materiais de exercício dos que você encontra na praia e praças da cidade. Havia também um ambiente redondo e fechado que você não sabia dizer o que era.

O portão se fecha atrás de você e os guardas começam a tirar as algemas, enquanto outros ficam mirando caso alguém quisesse se rebelar. Aquilo de repente parecia um exílio do exército.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 7:48 pm

*jd seguiu o grupo que havia começado a caminhada, o sol no rosto era algo terrível, mas pelo menos podia sentir um cheiro da brisa do mar e o som das ondas era um tanto desestressante, não podia levantar a mão para cobrir o rosto, vai que algum filha da puta lhe desse um tiro pensando que ele iria tentar fazer alguma coisa, deu alguns passos quando ouviu um cara abrindo a boca, era isso que ele esatav esperando, os boca aberta, no momento certo eles sempre apareciam, bom para jack, azar para ele, foi quando o homem levou uma coronhada no queicho e caiu que jack percebeu que aqueles caras passavam de badecos. Badecos nunca são pagos para explicar, são pagos para agir e quem explicava as coisas sempre era os manda-chuva, jack tinha muito experiencia com isso, nenhum cara ali iria fazer nada a não ser guiar a manada*

okay... qualquer gracinha aki é motivo para levar um corretivo ou sabe-se lá oque... esses filhas da puta não tão brincando mesmo, nem os federais são tão cuzões assim, melhor eu ser apenas mais um aqui no meio, o prego que se desgata sempre é oque se fode, então melhor ficar fora do caminho desses cuzões

*Após uma breve caminhada viu um longo muro que se estendia até onde a visão alcançava, tão alto que nem uma piramide de homens era capaz de passar*

tô fudido...

*ao entrar viu praticamente um complexo militar lá dentro, com casinhas ao fundo e uma área tão extensa como o próprio muro, jack chutou que aquela morda fosse um circulo de cimento em volta de uma "vila" e que eles teriam de ficar ali por algum tempo até sere transferidos para algum outro lugar, ficou surpreso ao ver suas algemas serem retiradas, mas logo deu uma olhada para cima e viu miras em sua testa, homens miravam para eles de todos os lados, e aquela distãncia uma bala de rifle facilmente faria um rombo de tamanha de uma bola de tênis na cabeça de qualquer um, como aquele idiota já tinha se fudido, provavelmente todos estavam intimidados o bastante para não fazerem nada, então jack apenas esperou para ver oque ocorreria a seguir, passou as mãos nos pulsos onde a algema havia estado, estimulando a circulação do sangue*

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 9:13 pm

Os portões se abriram novamente e todos os prisioneiros agora estavam sem algemas. Próprio para fuga? Talvez, se algum prisioneiro tivesse miolos faltando, pois ainda tinham armas sobre suas cabeças, à uma distância segura.

Todos os policiais que escoltaram os prisioneiros até ali sairam pelos portões como se só tivessem levado o lixo para fora, e quando os portões voltaram a se fechar, um cara de dois metros de altura, careca e mascando uma palha saira de dentro de uma das casas de pedra com um sorriso no rosto. Ele não se vestia como os prisioneiros recém chegados, usava uma roupa simples, mas bacana e apropriada para o calor.

- Ora, ora, se não são os novatinhos... Alguns prisioneiros se entreolham, em dúvida se o cara era um deles ou outro policial motherfucker.

Atrás dele, e em outras casas dali começam a sair mais caras, vestidos razoavelmente bem. Você vê mulheres em alguns cantos, embora a maioria sejam homens, e há alguns caras nem tão parrudos assim, outros até com um livro debaixo do braço.

- Tá legal, cambada, você já tem seus aposentos de mocinha O homem foi entregando uma chave para cada um dos prisioneiros, que ainda estavam meio confusos. Você recebeu o nº 305 e logo em seguida, quando ele foi entregar a última chave, apontou o dedo para um dos prisioneiros, que estava de esguelha para uma das mulheres - E nada de gracinha, aqui a gente corta o seu acessório fora se fizer qualquer coisa que as garotas não gostem. E voltou o olhar para os demais - Vale para todos... e circulando. O homem virou as costas e começou a caminhar na direção da casa de onde tinha saído.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 9:29 pm

*JD ficou parado enquanto via os homens se afastando, ficou confuso, seria algum tipo de novo intreternimento policial? ou nacional? algum tipo de big brother dos presos? haviam sido deixados sozinhos em um lugar isolado totalmente rodeado de muros, ele ficou sem saber exatamente oque fazer, oque diabos iria acontecer era oque mais jd se perguntava, ele estava reunido ali com assassinos,ladrões e sabe-se lá mais oque, apenas ficou parado quando viu a alguns metros uma figura imponente, um homem grande, maior até que o JD que tinha seus 1.96 de altura, jd ficou olhando o homem que se aproximava como se fosse o bossal da parada, ele franzio as sombrancelhas quando o homem começou a falar, olhou para suas roupas e não viu nenhum sinal de arma em sua cintura ou na perna, poderia estar nas costas, não sabia, iria apenas "se aquetar", parecia que era ele que dava as cartas naquele lugar, logo viu várias pessoas, todas diferente e aparentemente "a vontade", jd realmente ficou surpreso, coçou a nuca e depois de receber a chave olhou bem para ela*



puta que pariu, será que esses caras estão a paisana? mas oque diabos tá havendo nessa merda aki? merda! onde eu fui enfiar meu caralho... tô fudido, isso só pode ser putaria, com certeza... vai dar merda e não vai ser poca... QUEM DAIBOS SÃO ESSES PUTOS?!

*jd ficou alguns segundos olhando para sua chave, vendo se conseguia retirar algo a mais dela fora a numeração, ele fica parado, ele novamente não seria o primeiro a tomar ações ali, não sabia oque haveria ali se ocorresse algum vacilo, nem querai pagar pra ver, não sabia onde era sua cabana, procura estender a visão para ver se consegue ver a numeração das cabanas e saber pelo menos que sentido tomar quando for pra sua "cabana"*

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 9:45 pm

Os outros prisioneiros recém-chegados começam a se mexer, ainda desnorteados, dois tiram a parte de cima da roupa maltrapilha, outros três começam a caminhar para perto da casa de onde o homem saira.

(Rola percepção + prontidão, xuxu)


Última edição por Mya Mori Suwa em Sex Abr 29, 2011 10:22 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 10:20 pm

percepção2 + prontidão2

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
[NPC] Madruguinha
NPC
NPC
avatar

Mensagens : 1398
Pontos : 4273
Reputação : 4
Data de inscrição : 26/01/2010

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 10:20 pm

O membro 'Portuga' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D10' :
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Resultado : 4, 10, 8, 7
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 10:36 pm

Você, com sua percepção do cão, vê que os guardas lá no topo do muro não se importam mais com o que vocês fazem e só ficam olhando para o outro lado do muro. Você percebe, também, que as casinhas estão separadas uma do lado da outra por centenas, ou seja, a casinha 1 é a que o cara careca saiu, a casinha do lado é a 100, a do lado desta é a 200, depois tem a 300, e assim por diante... para algum lugar aquela numeração tinha que crescer e chegar na da sua chave...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Abr 29, 2011 11:29 pm

*Jd olha para cima e vê que os guardas estão de costas para o povo de baixo,ele fico meio apreensivo, seguiu o muro com os olhos e viu que todos os outros guardas também não estavam prestando atenção no ocorria lá embaixo, aquilo podia ser apenas por algum momento, talvez c ele fizesse alguma coisa os guardars tomariam alguma atitude, concerteza aqueles caras não estavam ali átoa, então ele percebe que tudo está organizado as centenas, olhou para onde seria 3ª centena, ele viu que todos estavam bastante parados, respirou fundo, fechou o punho forte com a chave dentro dele e saiu do meio do grupo de pessoas, seguiu caminhando reto, olhando para frente deixando o povo para trás, poderia estar cometendo um erro, mas algum uma hora tinha de ter ímpeto e ele teve nesse momento, seguiu a passos largos quando viu a cabena nº 3*

vamo vê onde isso vai nos levar...

*ele segue reto, olhando em volta para ver por quem está passando e se tem muitas pessoas que são do tamanho, ou maiores(porte fisico) que ele(É ASSIM Q KRUNK VÊ OS OPONENTE! XD) e procura sua cabana, sempre com cara fechada, ele seguia com aquela roupa horrivel, ficou atento a sua volta, não sabia oque poderia encontrar a frente*

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sab Abr 30, 2011 1:22 pm

Os prisioneiros que vieram na mesma leva que você lhe olham percebendo o que você tinha sacado e começam a caminhar também, procurando pela sua cabana.

Você chegou na fileira de casinhas de 3 centanas e vai andando. Parecia um vilarejo da idade média, você vê algumas plantações bem para a direita, algumas mulheres colhendo frutas, e um homem grandão ajudando-as. Você percebe, também, que as casinhas vão aumentando a numeração de 1 em 1 para trás do vilarejo, ou seja, se você estava acompanhando a fileira de 3 centenas das casinhas, cinco casas para os fundos você chegaria na numeração da sua chave.

Um dos prisioneiros recém-chegados, mais magro e menos parrudo, passou por você e olhou-o de esguelha, talvez com medo de cumprimentar. Você viu que ele pegou uma casinha do lado da sua, nº 205.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sab Abr 30, 2011 1:59 pm

*Jack chega em uma espécia de vila medieval, algo muito primitivo, todos usavam roupas simples e tinham aparentes hábitos simples, ele viu uma grande horta com um grande variado tipos de hortalisas e legumes e vegetais, parecia que ali eles tinham de tirar seu proprio alimento para comer, homens e mulheres ali trabalhavam de igual para igual cada um desempenhando suas funções, ele parou alguns momentos obersando como eles cuidavam da horta e viu o quão ela era extensa, então olhou para o mar de casinhas e pensou quantas pessoas deveriam estar ali, a quanto tempo.... ele precisa de alguem que lhe tirasse as duvidas de como funcionava aquele lugar, e de onde ele estava... ele passou a mão na barba coçando-a, então olhou para o céu e o sol bateu em seu olho, tampou com as costas da mão enquanto olhava para o céu e depois os tetos das cabaninhas, eram bem simples e rústicas, mas de certa forma pareciam um bom lugar, ele olhou para o lado e viu o homem que era menor que ele passando por ele e o olhando com certa timidez, ele o olhou nos olhos mas não disse 1 palavra, viu que o homem entrou na barraca que era do lado da sua, aquele lugar era uma prisão a céu aberto, ninguem que estava ali era santo, como em uma cadeia, não poderia confiar em ninguem. Aquele lugar era mais perigoso que um penintenciária, pois ali qualquer um poderai fazer oque quisesse... seria perigoso, muito perigoso... JD seguiu até sua cabana e abriu a porta e olhou para ver como ela era por dentro*

vamos ver oq me espera...

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sab Abr 30, 2011 2:56 pm

Quando você abriu sua cabana viu uma espécie de quarto pequeno de hotel. Tinha uma cama de solteiro, simples mas aparentemente confortável, um ventilador de teto, uma única janela pequena perto do teto, uma pequena cômoda com gavetas, e uma mesa redonda com duas cadeiras. No canto da casinha havia uma porta de madeira aberta, onde você via parte do banheiro (que já era quase todo ele). Tinha um chuveiro, uma pia, um espelho e uma privada.

Não era tão ruim assim para uma prisão. Aliás, não era nada mal para uma prisão. Aquilo lhe soou bem estranho, você não tinha ouvido falar ainda daquele lugar e a curiosidade só aumentou.

Talvez você pudesse tomar uma ducha e vasculhar a cômoda para ver se não tinham roupas melhores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sab Abr 30, 2011 3:45 pm

*JD olha o local onde seria sua moradia, um lugar que era certamente "aconchegante" para uma prisão, uma cama confortável, comoda para roupas, banheiro particular, enfim, era melhor que muitas quinitenes que se encontravam nas bairros de Nova York, ele se sentou na cama e viu que era bem macia, entrou no banheiro e viu que tinha água ao ligar o chuveiro,pos a mãoe viu que a água era fria, aparentemente não havia água quente, ou se havia ele não tinha visto, mas n era preciso, JD gostava de agua fria, era boa para manter o corpo acordado, ele voltou a "casinha", ficou parado olhando em volta enquanto sorria para si mesmo*

não sei oque está acontecendo, nem quem tá por trás disso, mas só sei que ta bom demais pra ser verdade... mas vou aproveitar enquanto durar!

*JD olhou se tinham algumas roupas mais confortáveis, se tivesse ele iria tomar um bom banho, colocou o corpo debaixo da água, ele estava fedendo bastante, havia 3 dias enjaulado em um lugar abafado acaba com qualquer um, a água fria fazia ele se arrepiar enquanto se movimento deixando a água o atingir, a sensação de um bom banho era sensacional, terminou de se lavar, vestiu algumas roupas e deitou na cama... ficou algums minutos deitado de olhos fechados, apesar de se sentir cansado, não tinha sono, pelo menos não ainda, havia dormido muito naquele lugar e agora precisa esticar os musculos, se levantou e foi em direção da porta, atravessou-a e olhou bem ao redor*

muito bem... agora vamos conhecer a vizinhança...

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Seg Maio 02, 2011 8:13 am

Você tomou um banho ótimo, a água parecia bem limpinha e o banheiro bem cuidado. Você estranhou todo aquele conforto, e as pessoas lá fora não se pareciam muito com presidiários. Aquela serenidade toda do lugar o assustou um pouco, afinal, se as coisas eram tão calmas assim, porque tantos policiais escoltaram vocês? Alguma coisa tinha de haver ali.

Quando você ia sair pela porta, afim de conhecer alguém que lhe pudesse contar alguma coisa, fora interrompido por uma mulher, que trancou sua passagem e sorriu.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
(considere uma roupa mais casual, folgada, sapatos baixos)

- Ué, já vai sair? Logo agora que eu vim fazer uma visitinha... E logo em seguida ela liberou o caminho para que você passasse - Vamos passear, então... Era um convite.

A mulher parara ao lado de fora da porta, esperando sua companhia... - Eu sou Melanie. E você...?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Seg Maio 02, 2011 2:04 pm

*JD termina seu banho, pega uma roupa na comoda, ele não sabia oque era tudo aquilo, por que tinha sido levado para lá, seria algum tipo de nova experiencia do governo britânico para reabilitação? ou quem sabe aquilo tenha sido algum tipo de recurso que seus advogados tinham providênciado para que ele não fosse para alguma penintenciária? todos esses pensamentos corriam em sua cabeça enquanto ele explora aquela cabana, realmente era bem aconchegante, não era abafada apesar da unica janela proxima do teto, ele então saiu e ao passar pela porta da de cara com uma mulher muito bela e sedutora, o tipo de mulher que seu patrão costumava sair, uma loira realmente de parar o transito, ele a olhou nos olhos, não podia acreditar que havia mulheres tão lindas naquele lugar, depois passou os olhos por seu corpo, com um sorriso de espanto ele disse*

pois é... estava esperando que alguem pudesse me dizer oque está havendo aqui e parece que você é a pessoa certa prar me explicar né? meu nome é Jack, mas pode me chamar de JD se preferir...

*ele parou ao lado da garota esperando ela o conduzir para onde quer que quisesse ir*

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Qua Maio 04, 2011 5:00 pm

- Legal, JD. Disse ela em tom de echanted, sorrindo para você e depois começando a andar, com as mãos nos bolsos da calça de tactel. - Bom, por onde eu começo... well, você está preso, não é uma colônia de férias, i'm sorry. Ela sorriu debochada. - Todo mundo que tá aqui cometeu algum crime, inclusive eu. É... não sou guia turística... sou uma ladra profissional, muito prazer. Ela estendeu a mão para você, como se fosse uma formalidade, e tinha um certo orgulho em seu olhar quando mencionou a "profissão". - Não se preocupe, não tem escutas aqui, coisa do pessoal dos direitos humanos... mas têm câmeras, se cuida. Disse ela apontando para cima.

Você vê, então, um poste muito alto e relativamente fino, em cima havia uma câmera voltada para baixo. Aí você percebe que há centenas de postes como aquele entre as casas, alguns ocultos entre árvores.

- A gente tem uma coisa em comum, foi pego uma vez só cometendo um crime, por isso a gente tá aqui, no que parece uma colônia medieval. Aliás, o que você fez, hein? UH! Esquece, desse tamanho aí e com essa cara de mau eu nem quero saber. Vai ver é por isso que me mandaram ser a sua Iniciação. E sorriu para você. Aparentemente não se importava com o fato de você ser um tipo perfeito de predador e ela um tipo perfeito de caça, talvez estivesse se sentindo protegida pelo grandão careca. Ou talvez fosse mais do que isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Qui Maio 05, 2011 11:26 am

*ele caminha ao lado da moça, passam por alguma cabanas, ele percebe que todas são extamente iguais a dele, aperecia que tudo era igual ali, cada cabana, cada trilha, tudo era incrivelmente parecido, c não houvesse as numerações ele poderia facilmente se perder ali, o chão de terra por onde seus pés tocavam o faziam lembrar de muito tempo atrás, quando ia jogar soccer ou baseball com os outros garotos, ele foi seguindo melanie e ouvindo oque ela tinha a dizer*

óbvio que não

*JD olha para a mão da moça e depois para seu rosto por alguns segundos, não iria apertar a mão dela, JD não era nenhum Mister Gentileza, mas infelizmente precisava daquela mulher, então quando ela já iria tirar a mão ele a pega, mas aperta rapidamente e solta, depois só continua seguindo-a*

eles não nos podem ouvir? claro que podiam, leitura lábial em meio a tantas câmeras fica fácil...

*ele andou mais um pouco, era uma ladrão andando com um assasino torturador, ficou um longo tempo calado, apenas perguntou algo que o tinha deixado em duvida*

como assim iniciação?

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Qui Maio 05, 2011 12:50 pm

Melanie sorri para você de um jeito meigo, o que soa estranho, afinal, ela mesmo disse que seu estilo era intimidador, porque então não estava intimidada?

Você vai andando com ela e vê que estão indo na direção da horta onde você via algumas pessoas passando, conversando, etc. - Ah... deixa eu te explicar. Quando um novo preso chega, um preso veterano é encarregado de guiá-lo pela iniciação na prisão, understand? Eu tenho que te mostrar o lugar, explicar como são as regras, o que tem além dos muros, etc, etc. Ela revirou os olhos como se fizesse aquilo há bastante tempo. - É uma longa jornada... mas podemos começar com o básico, por exemplo, nós não temos guardas aqui dentro, todos são presos, você conheceu o Careca lá no começo... Disse ela apontando com o polegar para trás - Ele meio que chefia o bando, é um cara legal, mas não tente mexer com ele. Você percebeu o tom sério na voz dela.

(rola aí um teste de raciocínio + investigação, dif. 7)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Qui Maio 05, 2011 1:08 pm

*ele segue a moça e vê a horta a metros de distancia, continua caminhando até perceber que tá indo em direção da horta, ele olha para ela, JD jamais desfazia sua feição de durão, mas parecia n fazer nenhum efeito nela, será que ela não tinha medo? será que ela alem de ladra era louca? JD apenas seguiu ouvindo oque ela tinha pra dizer*

ok, mas e aqueles policiais que ficam armados lá em cima?

*aponto para o topo dos altos muros*

caso haja alguma coisa aki eles entram em ação né?

Percp 2 + Invest. 2

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
[NPC] Madruguinha
NPC
NPC
avatar

Mensagens : 1398
Pontos : 4273
Reputação : 4
Data de inscrição : 26/01/2010

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Qui Maio 05, 2011 1:08 pm

O membro 'Portuga' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D10' :
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Resultado : 5, 10, 8, 10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Qui Maio 05, 2011 1:41 pm

Você de repente se deu conta que as câmeras estão muito altas para captarem leitura labial, o ângulo que elas filmam não proporciona a visão exata da sua boca se você mantiver a cabeça exatamente 5º mais baixa que a linha do horizonte. Você sabia exatamente a qual ângulo de inclinação deveria estar. Mesmo uma câmera de distância longa não pegar o que você dissesse.

- Eles estão mais preocupados com o que há além dos muros. Se alguma coisa acontece aqui dentro, quem cuida somos nós mesmos. Você sentiu uma má vibração naquilo. Fazia sentido, a vida ali parecia agradável, e talvez eles só quisessem manter assim; violência combatida com violência.
- Em casos especiais, nós entregamos para aqueles policiais que trouxeram vocês... você deve ter visto que eles não parecem nada amigáveis. Ela sorriu, desta vez fora um sorriso sinistro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4056
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 24
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Qui Maio 05, 2011 6:40 pm

*ele repara melhor, a altura das câmeras mais a incinação delas dificultaria muito a leitura lábial, poderia ter se engana, ou não, vai ser que tipo de tecnologia poderia ter sido implantada naquelas câmeras, mas enfim, isso não faria diferença, ele continuou caminhando, agora com os braços cruzados*

Aqui se faz, aqui se paga... agora tenho que saber se aqui é um "repulblica" ou se é a lei do mais forte...

*ele olha para os lados devagar analisando o terreno a sua volta*

entendi... tem algo mais que eu precise saber?

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3482
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   Sex Maio 06, 2011 1:48 pm

Melanie para de repente e fica de frente para você - Você tá brincando? Eu não contei nem 1/5 disso aqui. Ela riu meio nervoso, era a primeira vez que você a via sair daquela tranquilidade toda, desde que lhe parara na sua cabana. - Relaxa, nós temos todo o tempo do mundo. E volta a caminhar - Eu vou te mostrar os lugares primeiro, OK? Ela esperou sua confirmação, e depois começou a falar - São 500 cabanas como a sua nesse terreno. Todas são iguais, nós não temos regalias, somos obrigados a entrar na linha aqui dentro. Nós temos uma capela... Você viu ela soltar um ar de deboche e depois continuar ... uma horta, aliás, estamos indo para lá agora, e temos aparelhos de exercício. Temos uma pequena biblioteca, alguns presos organizam clubes de esporte também, temos alguns recursos que devem ser usados por todos igualmente no caso dos esportes. Você tem algum hobbie?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: "O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
"O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (Portuga)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» {Prologo} O destino começa aqui
» Lista de Cartas dos Sapos de Chocolate
» Crônicas dos Generais de Ouro e Prata - O Destino do Filho
» Os primordiais
» Youkai monsters Pack

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: [ Jogos ] :: [ Prison Break: A Ilha ]-
Ir para: