Photobucket

 
InícioRpg Kira ®FAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 "Preludio"

Ir em baixo 
AutorMensagem
Daizaemon Kaze
Narrador
Narrador
avatar

Mensagens : 1794
Pontos : 5038
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/12/2009
Idade : 28
Localização : Rondonia - Ji-paraná

MensagemAssunto: "Preludio"    Sab Mar 05, 2011 9:10 am

Os personagens começaram em aquamarine, Reino principal cercada por um lago que se estende por Kilometros, próspero e rico, não precisa ter nascido no reino, apenas estar la no começo do jogo, na epóca atual, as coisas estão girando em torno das guerras então é muito facil de encontrar mercenarios assassinos, e abuso militar, dentre outras coisas. um desentendimento entre regiões e governantes criou uma desafença militar dentro de aquamarine,uma lenda começou a muito tempo, que o mal ira reinar sobre a terra e os heróis novamente chegarão na hora de desespero para livrar a escuridão e trazer a luz e esperança a todos... c for fazerem personagens militares podem ser generais, apenas façam uma boa história e se divirtam, qualquer erro, podem editar seus topicos no preludio


_________________________________Postem os preludios____________________________

_________________
Eu procuro a força que está além da compreensão... Daizaemon Kaze

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Narração
Fala
Pensamento
Se tiver cor eu especifico... whatever
Voltar ao Topo Ir em baixo
Richardkira
Narrador
Narrador
avatar

Mensagens : 2013
Pontos : 5213
Reputação : 1
Data de inscrição : 23/12/2009

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Sab Mar 05, 2011 3:00 pm

Owen Lionhearth - Coração de Leão!


Owen Lionhearth ou só Owen quando era criança quando morava próximo a uma aldeia de Feras o jovem Owen vivia em uma aldeia de humanos que vivia em paz próximo às feras e havia até mesmo comercio entre as duas vilas sem preconceitos. (pelo menos não da maioria)

Owen sempre quis ser um cavaleiro e lutar em grandes batalhas por gloria e honra ser o mais poderoso dos cavaleiros e salvar princesas e derrotar dragões e Deuses do mau assim como os heróis antigos fizeram.

Mais a vida é mais dura e difícil do que ele imaginava aos 10 anos sua amiga Leona (Fera) lhe disse antes de sua vila se mudar por que tinha desconfianças que um exército estava os caçando. “–Você é o senhor do meu coração, até o dia que eu vier buscá-lo você será o humano chamado Owen Lionhearth!” ela deu um selinho nele e foi embora e nunca mais Owen a viu novamente.

Os humanos da vila de Owen lutaram com o “exercito” que na verdade era um grupo de mercenários salteadores que saquearam a vila e levaram os sobreviventes para vender de escravo.

Por Dois anos Owen foi mudando de dono até ser vendido para uma arena de combate clandestina onde pessoas morriam para divertimento geral. Foi a primeira vez que o Coração de leão dele demonstrou força e sabedoria ao derrotar seu primeiro “inimigo” ele mostrou piedade e foi Aclamado como “O bondoso” e conseguiu um aliado.

Depois de dois anos naquele inferno que era lutar para sobreviver e trabalhar para comer um dos mais velhos conseguiu tramar um plano de fuga que acarretou em muitas mortes de soldados e escravos e na fuga de pelo menos metade dos que tiveram coragem.

Owen fugiu a esmo e chegou a grande cidade de Aquamarine onde por piedade uma senhora que já era bisavó resolveu o ajudar lhe dando um emprego de carregador de compras e limpar a casa dela.

Agora Owen com 16 anos sonha novamente e quer entrar no exercito de Aquamarine e tentar trazer um pouco de justiça para o mundo nem que o sangue dele precise ser derramado para isso.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

NO FEAR NO PAIN

"A vida de Alguém é limitada,a Honra e o Respeito duram para sempre"
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://therpgkira.forumeiros.com
Portuga
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 1169
Pontos : 4353
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/12/2009
Idade : 25
Localização : Tangamandápio - Rôndonia

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Seg Mar 07, 2011 3:32 am

Alex

Alex nasceu como qualquer criança comum, dá união de dois seres que se amavam e se casaram, mas sua vida era de longe uma vida comum, ele nasceu com o que alguns consideram um dom, outros uma maldição, ele nasceu com a habilidade de se metamorfosear em uma fera assim como seus pais. Ele desde pequeno foi ensinado que não deveria se aproveitar de ninguém por causa de seus poderes e que apesar de ser “diferente” ele deveria andar de cabeça erguida, mas aquilo não lhe fazia muito sentido, pois vivia em uma cidade que era cheia de pessoas-feras e o que seus pais lhe diziam não conseguia compreender até o dia que foi a cidade vizinha ajudar seu pai com a troca de produtos, a cidade era quase que exclusivamente de humanos e todos olhavam feio e com desdenho para eles, Alex não compreendia até que um homem gritou: “VÃO EMBORA SUAS ABERRAÇÕES!” na hora Alex ficou muito assustado e com raiva, mas seu pai apenas colocou a mão em seu ombro e disse: “não meu filho…” e ao final do dia foram embora com as novas mercadorias, Alex então conseguiu compreender o que seus pais lhe disseram , mas não entendia porque devia abaixar a cabeça para os humanos, principalmente se fora que fizeram isso com eles. Alguns meses depois seus pais mais um grande grupo se mudou da cidade para fundarem um pequeno vilarejo nas terras mais ao sul… Queriam poder expandir o território das feras e que pudessem conquistar um novo espaço, e assim foi, por alguns anos, a vila cresceu rapidamente, feras que não conseguiam ir para a cidade iam para o vilarejo, e todos eram acolhidos, Alex já com seus 15 anos era um jovem promissor, robusto, com personalidade forte e grande senso de justiça era filho de Yugo e Sophie, um dos principais fundadores do vilarejo, mas logo começaram a ocorrer problemas que ninguém imaginava, tropas de humanos de Aknik começaram a atacar o vilarejo para levar feras como prisioneiros para que lutassem por eles, buscando suas grandes habilidades de combate, raptavam feras fora e dentro do vilarejo, foi quando Alex cansou de abaixar a cabeça para os humanos e foi contra alguns dos ensinamentos pacifistas de seus pais e juntou mais feras jovens e fizeram a guarda do vilarejo, começaram a lutar contra as pequenas tropas para proteger seu povo, ele fazia isso com um orgulho a qual mal lhe cabia no peito e assim os ataques foram ocorrendo cada vez mais com maiores intervalos.Um ancião da vila um dia chamou Alex e disse-lhe que o que ele fazia pelo seu povo, tinha um valor inestimável e que seu espírito era nobre e lhe entregou um presente que era de sua família, ele devia passar para seu filho, mas nunca tivera um, então, estava o entregando em mãos de alguém a quem ele achava merecedor, e lhe entrou uma roupa de uma malha metálica,extremamente leve e lhe explicou que aquilo era uma armadura, uma proteção foi para os mais nobre guerreiros, forte como o aço e leve como o tecido e lhe entrou uma malha de mithril.[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Alex colocou por baixo de suas roupas e após uma longa conversa voltou para casa e ganhou "mestre conselheiro".E assim tem passado seus dias, dando a vida para proteger a vida de quem lhe é importante.

_________________
O Desrespeito Causa a Desordem... A Desordem Causa o Caos... O Caos Causa a Rebeldia... E a Rebeldia Têm Consequências Extremas "Battle Royale - Battle for Survive among your friends"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ancafe
Zelador
Zelador
avatar

Mensagens : 439
Pontos : 3625
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 27
Localização : Jipa/RO

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Qui Mar 10, 2011 12:58 am

Soul = Alma (humano)
Mai = Assassino(a) (élfico)
Nis = Madrugada (élfico)
Soul Mainis - Alma Assassina da Madrugada
Mainis ganhou este nome pela grande habilidade com as adagas e por sempre praticá-las de noite. Mainis foi achado por elfos, quando ainda era um bebê, em uma carroça pequenina, abandonada, com um cavalinho negro, novo e ferido puxando-a. O lenço que o cobria, estava manchado de sangue.
Mainis cresceu sendo cuidado por todos, recebeu ensinamentos importantes sobre tudo, arte de combate, caça, culturas, etc.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O cavalinho foi tratado e adestrado, foi dito que todas a gerações desse cavalo negro será de Mainis, seu adestrador era um humano, que o chamou de Passo Largo, porque a ferida encontrada nele foi de tanto andar e enfrentar a natureza, sem fraquejar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Na adolescência, Mainis já visitava outras cidades junto com alguns mercadores elfos de sua vila, nessas visitas, iam para festas, bares, seu conhecimento estava mais vasto, e queria mais, muito mais experiência. Um dia, um folheto levado pelo vento caiu sobre seu ombro, era folheto de "PROCURADO", Mainis conhecia isso, mas nunca prestou atenção sobre este assunto. Em um bar, procurou saber sobre a lista de procurados, uma garçonete mostrou o mural, disse que sempre acharia um mural em qualquer bar. Mainis passou a se interessar sobre ganhar recompensas e começou dos mais bobos, o objetivo era alcançar os mais perigosos, sabia que cada um tinha suas histórias, seus desejos e seus motivos contra a ordem. Pode haver respostas interessantes, mentiras ou verdades no mundo, Mainis é facilmente levado pelo intrigante.

Na sua vila, Mainis tinha uma amiga, uma companheira, que não sabe se é apaixonada por ele ou pela vida que ele levava e o jeito que consegue viver. O nome dela é Cael Tapy.
Cael = Arqueiro(a) (élfico)
Ta = Raposa (élfico)
Py = Safira (élfico)
Cael Tapy - Arqueira Raposa de Safira
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Citação :
**Arco&Flecha de Longo e Curto alcance
Armas de longo alcance, Sendo elas capazes de acertar seu alvo com prescisão, requer 2 de recurso para obter o arco curto e 3 para o arco longo.
-Arcos de curto alcance atingem 130 metros de distancia, sendo dif.6 para usalo, ele da um máximo de 5 de dano, ignorando 2 pontos resistencia da armadura a partir de 10 metros, Arcos de longa distancia chegam a 250 metros de distancia, sendo dif.7 para usalo, ele da um máximo de 7 de dano, ignora 4 pontos de resistencia da armadura a partir de 35 metros de distancia


Última edição por Ancafe em Qui Mar 10, 2011 10:49 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=7988396561965159506
Gurski
Narrador
Narrador
avatar

Mensagens : 506
Pontos : 3263
Reputação : 100
Data de inscrição : 01/03/2011
Idade : 29
Localização : Curitiba - PR

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Qui Mar 10, 2011 10:43 pm

Ninguém ao certo a história de Sartacus chamado também pelos elfos de nocturne incendia - o fogo noturno, pois como o fogo, ele destrói qualquer vida que cruze seu caminho. Alguns esparssos rumores remontam a história desse impiedoso assassino...

"Quando criança dizem que ele foi criado por um mendigo nas ruas da capital de Aquamarine, não tinha o que comer, sempre comia do lixo ou algumas vezes roubava algumas frutas ou galinhas para o seu 'pai'. Desde pequeno dizem que ele tinha o dom para roubar e matar."

Koltran - Escudo de Bronze - Cavaleiro da Guarda de Aquamarine

"Ele foi treinado pelo maior ladrão e assassino de todos os reinos. Soube que Halt o encontrou e o levou para fora do reino para treinar suas habilidades e impiedade. Hoje é tão frio quanto uma pedra no fundo de um rio."

Sra. Foxyn - Cozinheira da estalagem Andaluz Selvagem

[i]"Eu o encontrei uma vez quando na adolescência ainda, estava vagando vendendo meus produtos quando vi na floresta aquele vulto se movendo devagar em minha direção, não que eu tivesse algo de muito valor, mas nunca se sabe, acelerei meus cavalos e vi aqueles olhos vermelhos mirando para mim e ao lado um corpo ensanguentado."


Blackthorn - Ferreiro e mercador de armas

"Ele matou o meu vizinho, escutei apenas o grito de sua mulher a noite e quando sai na janela pra olhar o que havia acontecido, ele estava sentado em minha cadeira de mogno. Aqueles olhos vermelhos me fitaram e uma voz fria e cadavérica me disse 'Se ficastes quieta escapará da morte certa', eu claro que fiquei quieta. Por alguns minutos ficou sentado e quando me virei para olhar para fora, havia sumido nas sombras."

Johanne - Moradora de Aquamarine

"Há grandes rumores de que ele faz alguns serviços para o rei e alguns nobres, não sei o que se trata, mas não deve ser algo bom, mas se é pelo reino, pelo menos esse demônio está ajudando. Só espero nunca encontrar aquele monstro."

Klaus - Cavaleiro Templário, chefe da guarda real de Aquamarine

Há vários outros rumores sobre o monstro nocturne incendia, mas nenhum que mereça algum crédito, é desconhecida sua idade e seu rosto, mas sabe-se que está na ativa com sua crueldade e frieza.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gurski
Narrador
Narrador
avatar

Mensagens : 506
Pontos : 3263
Reputação : 100
Data de inscrição : 01/03/2011
Idade : 29
Localização : Curitiba - PR

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Sex Mar 11, 2011 5:33 pm

Halt nasceu fora do povoado élfico, mais precisamente na noite de ErWin, onde parte das riquezas dos elfos é colocada em um barco e solto no mar como oferendas aos deuses; naturalmente era uma ocasião muito secreta, mas apesar disso vários humanos conheciam e a tinham como lenda e ainda alguns poucos buscavam o lugar sagrado dos elfos; um humano chamado Sartacus, decidiu encontrar a riqueza dos elfos e tomar parte para si, durante meses de pesquisa e perseguições ocultas a elfos, descobriu a data e o local.

Numa pequena cesta de vine, Halt foi colocado e jogado na água para que o deus o ungisse com seu sangue e sua benção, um alto elfo pegou uma bela adaga de mithril ornamentada com outro e prata e cortou seu dedo e marcou a testa de Halt, a adaga o acompanharia pelo resto de sua vida a partir daquele dia, após feito o ritual do pequeno, este ficou ao lado de sua mãe em uma fogueira, onde todos cantavam, bebiam e comiam em nome de seus deuses; Sartacus tinha uma habilidade extraordinária para se esconder e ficar oculto, até mesmo os elfos tinham dificuldade de vê-lo e se quisesse, ninguem o poderia ver. Escondido atrás de uma árvore, escolhendo um bom momento para ir até o barco ou até mesmo pegar algumas jóias que estivessem por ali, viu a pequena criança no cesto. Não havia nada melhor do que um pequeno elfo, são ótimos trabalhadores e se quisesse alguém rápido e invisivel, eram eles!
Esperou um momento em que todos os elfos fizeram uma roda em volta da fogueira para dançar, se aproximou furtivamente e levou a criança; como um raio sumiu na noite e não parou de correr até estar longe o suficiente para olhar a criança. Durante anos Sartacus usou a criança para alguns trabalhos, tinha um talento natural dos elfos e isso era muito valorizado, mas quando Halt atingiu 6 anos, Sartacus percebeu que o pequeno tinha um talento quase sobrenatural, podia se esconder e andar sem ser visto, mais ainda que ele próprio; logo começou a treinar o garoto que em pouco tempo foi pegando o jeito de se tornar um assassino.

Quem era Sartacus ninguém sabia, alguns rumores o tinham como um assassino frio e impiedoso. Aos 10 anos, Halt era exímio na manipulação de facas e adagas, começou a passar muito tempo treinando suas habilidades, por vários anos continuou nesse ritmo.
Aos 16 anos, Halt viu Sartacus ter alguns desentendimentos com alguns viajantes que passavam perto de sua cabana, o desentendimento se tornou uma luta violenta, Halt silencioso como as sombras e rápido como um raio matou todos sem piedade... sua adaga prateada pingava o sangue dos primeiros homens mortos pelo demônio das sombras. Com 19 anos, Halt percebeu que seu mestre estava muito doente e no leito de morte de Sartacus, este contou toda a história por trás do garoto... Halt ficou tremendamente furioso e confuso, pensava que a vida poderia ter sido diferente; como ultima lembrança de Sartacus, Halt pegou sua adaga retrátil, um maravilhoso e poderoso item e o colocou no braço, sem pensar duas vezes a ativou, e aquela lâmina que já matara tantos homens, provava agora do sangue de seu mestre; Halt enfiou a adaga no queixo de Sartacus e atravessou a cabeça.

Pegou uma capa de couro e uma armadura leve que ganhara de Sartacus alguns meses antes e saiu sem rumo, fazendo apenas o que faz de melhor: Matar!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mya Mori Suwa
Parceiro
Parceiro
avatar

Mensagens : 648
Pontos : 3779
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/01/2010
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Sab Mar 12, 2011 1:36 pm

Uma faísca saltara de seus olhos por um instante, e no outro já recomeçava a correr dentre a mata, como um falcão voando baixo. Em suas costas uma longa e aparentemente pesada lança era apenas um borrão durante a perseguição. Difícil discernir quem era o animal ali, mas fácil perceber que um deles possuía madeixas esbranquiçadas que se estendiam quase 100% do corpo e que também se tornavam apenas um borrão em meio ao verde amargo da floresta.

Havia uma clareira logo à frente e antes que a perseguição fracassasse devido à exposição um deles cairá no chão, enquanto o outro, sobre este, ocultava seu próprio rosto com a longa cabeleira branca. Dentre os cabelos, um pedaço da lança se expunha à luz da lua cheia, fincada na diagonal, e a grama verde da clareira começava a transformar-se em vermelho. O pobre animal fora abatido.

O outro animal, vencedor, erguera-se de cima do abatido, retirando a lança e afastando as madeixas para longe dos olhos; era um animal sem pelos, sem garras, ereto e fêmea, só não poderia ser chamado de humano pois orelhas pontiagudas emergiam dentre seus longos cabelos volumosos. Um elfo.

Um elfo que, após recuperar a compostura, retirou sua lança do animal abatido e a levou até o lago, no centro da clareira, e sacudiu-a nas águas para limpar as machas de sangue fresco, em seguida ergueu-a para a lua lá em cima e vibrou - Hoje tem janta!!!

Na sequencia, um punhado de crianças molambentas surgiram da floresta, correndo em volta da caça para comemorar também.

...

De barriga cheia, a elfa e as crianças voltaram para o acampamento dos menores, onde os deixou sem delongas ou acessos emotivos de adeus, apenas apontou a lança para o grupo de molambentos e disse - Nada de ficar saracoteando pela floresta sozinhos, seus piá! Vai que vocês me encontrem! E mostrou os dentes, como se fosse um animal selvagem, em seguida soltando uma gargalhada e dando as costas.

Seu nome era Helena, mas não contava isso para ninguém, fazia-os chamarem-na de Ioaw, algo mais selvagem, o que mantinha-os longe do seu convívio perigoso. Era uma forma de protegê-los e proteger a si mesma, afinal, desde que saiu de sua vila de origem vinha vivendo na floresta perto de Aquamarine. Além de caçar a sua própria refeição (e a de algumas crianças abandonadas do reino) também caçava animais perigosos que rondavam a cidade e ameaçavam algumas vilas. Era a forma que tinha de ter diversão e ser paga por isso. A vida era maravilhosa, não tinha nada do que reclamar.

Orfã desde que nasceu Helena vivia para lá e para cá, sendo criada por várias mães e vários pais, o que a tornou uma peça única, encrenqueira desde sempre, mas feliz. O único motivo que a fez sair da vila onde fora criada era que não tinha nada que a prendia lá. Tinha um punhado de pessoas que gostava e que gostavam dela, a seu próprio modo, mas nenhuma específica por quem poderia repensar seus desejos. O que ela queria mesmo era viver intensamente, sentir toda a emoção que o mundo poderia lhe fornecer.

O problema foi que lá fora as coisas nem sempre são como imaginamos. Havia guerra, havia luta, havia desavença e traição, mas Helena deixou de se importar com isso um tempo depois.

Passou, então, a viver na floresta, onde o que prevalecia eram as leis da natureza. Que as leis dos homens ficassem para aqueles idiotas "civilizados".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Makie

avatar

Mensagens : 330
Pontos : 3028
Reputação : 101
Data de inscrição : 01/03/2011
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Seg Abr 04, 2011 12:24 pm

Nymeria:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maeda

avatar

Mensagens : 254
Pontos : 2966
Reputação : 100
Data de inscrição : 06/03/2011
Idade : 31

MensagemAssunto: Re: "Preludio"    Ter Abr 05, 2011 11:54 pm

Lestat o garoto que vivia em uma vila próxima ao campo de batalha aprendeu desde pequena a lei do mais forte. Se tornou hábil nos combates ainda muito jovem ,com a falta de seus pais quando ainda era uma criança viveu pela bondades das pessoas da pequena vila onde morava em troca usava suas habilidades para proteger a vila de saqueadores e outros tipos que criminosos que por ventura viesse a surgi,claro não fazia isso sozinho.
Depois de uns 3 anos de combate próximos o exércitos recuarão como tivessem entrado em algum acordo.Com o lugar onde sempre foi seu lar a salvo Lestat partiu em uma jornada por aquamarine ,fazendo trabalhos como mercenário admirava as tropas de cavaleiros mas segui aqueles padrões de soldado não fazia seu estilo,Lestat e um espírito livre que vai onde deseja.

Hoje com 17 anos Lestat viaja pelas grandes cidades do reino fazendo pequenos trabalhos como mercenário









[[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: "Preludio"    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
"Preludio"
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Eddie Wind -- Malkavian -- Camarilla
» Eléison - Assamita - Independente
» Serpentes da Luz
» Krauzer Heinz - Brujah - Camarilla
» Prelúdio - Ashley Prescort

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: [ Jogos ] :: [_Drake_Garden_]-
Ir para: